quinta-feira, 29 de setembro de 2011

PROFESSORES DE PERNAMBUCO RECEBEM MICROFONES PARA DAR AULAS

Do Blog: PAPO DE PROFESSOR em:http://papodeprofessor.blogspot.com/2011/02/professores-de-pernambuco-recebem.html, publicado em fev 2011.

OS PROBLEMAS COM AS CORDAS VOCAIS SÃO RESPONSÁVEIS POR MUITOS AFASTAMENTOS DE PROFESSORES DO TRABALHO...BOA A INICIATIVA DE PERNAMBUCO ...DEVERIA SER IMITADA PELOS DEMAIS ESTADOS...
Professores das escolas públicas do Estado começam a usar microfone nas aulas

Alunos e profissionais comemoram a chegada do instrumento, mas os professores precisam adotar outros cuidados para evitar problemas com a voz

Os professores da rede pública do ensino começaram a receber microfones para ajudar no trabalho desses profissionais em sala de aula. A novidade, anunciada pela Secretaria de Educação do Estado de Pernambuco no primeiro dia do ano letivo, tem o objetivo de poupar os professores da necessidade de aumentar a voz para ser ouvido por todos os alunos.
Na Escola Estadual Alberto Torres, em Tejipió, os 33 professores dão aulas com microfone desde o início de fevereiro. Muitos deles comemoram o uso do instrumento, como é o caso de Patrícia Lemos , que descobriu recentemente que tem um problema na corda vocal. “Quando houve a possibilidade de usar o microfone, eu aderi logo, porque eu estou fazendo o tratamento e uso o equipamento para não forçar muito a voz”, diz a professora.
Os alunos gostaram da novidade, pois, às vezes, era impossível entender o que os professores diziam. “A professora ficava gritando, forçando a voz e, com esse equipamento, agora é bem melhor”, conta o estudante Lucas Matheus.
O professor Cláudio Nascimento chega a dar quinze aulas por dia. Sempre ficava rouco, pois forçava a voz o tempo inteiro. “Sem o microfone, quando você chamava a atenção do educando, muitas vezes ele simplesmente não ouvia e, com o microfone, ele escuta muito bem devido ao som”, afirma o professor.
No trabalho com as crianças, a utilização do microfone também ajuda a melhorar a disciplina. Os próprios alunos falam que o barulho é muito grande na sala de aula.

“Quando ele explicava, eu não entendia direito. Agora, ele está falando um pouco mais

alto e a gente escuta melhor”, diz o estudante Jadson André.

Já na Escola Estadual Clóvis Beviláqua, que fica no Hipódromo, todos os 50 professores estão com microfone. De acordo com Paulo Tavares, que ensina no local, isso significa que eles podem concorrer com a zoada da rua, dos corredores e da sala, pois, dependendo da necessidade, é possível aumentar o volume.
“O recurso de poder aumentar o volume de acordo com o ruído que tem fora ou dentro da sala de aula facilita bastante o trabalho. Antes, a gente aumentava a voz mesmo sem perceber”, conta o professor.
CUIDADOS COM A VOZ

Apenas o microfone não faz milagre. Por isso os professores precisam também adotar outros cuidados para manter a voz em bom estado. Quem dá algumas dicas sobre o assunto para esses profissionais é a fonoaudióloga Conceição Silveira

“É preciso ter a hidratação corporal para que a laringe, a prega vocal, funcione de maneira satisfatória, além de saber lidar melhor com alguns exercícios que podem facilitar o uso da voz diária, como o aquecimento e, após o uso da voz profissional, o desaquecimento. O repouso e o silêncio funcionam bem como desaquecimento”, afirma a fonoaudióloga.
A especialista em voz explica por que é importante beber água. “Com o aparelho fonador bem hidratado, você consegue fazer melhor projeção vocal e, dessa maneira, menos esforço ao falar”, diz Conceição Silveira.

É meu povo também estou pensando em adotar também. Minha garganta já aguenta muita coisa. É melhor eu gastar uns R$ 400 agora que gastar um montão mais tarde.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

VEREADORES DE TUTÓIA NÃO REALIZAM SESSÃO ORDINÁRIA E NEGAM PLANO DO SERVIDOR PÚBLICO À CLASSE

No sábado passado (24) a Plenária da Câmara não aconteceu e nenhum motivo ou explicação foi dispensado ao povo de Tutóia.


Podemos arriscar a dizer aqui que por medo dos professores que marcariam presença solicitando a cópia do Plano de Carreiras e do Plano do Servidor Municipal aprovado na Ilha Grande em Março deste ano.

Ou, por desrespeito para com a população tutoiense [seus eleitores]. Além de que as sessões são realizadas aos sábados, e muitas pessoas não podem estar presentes devido à falta de linhas de transportes dos povoados nos fins de semana para a sede de Tutóia. Poderíamos chamar de falta de consideração ou puro interesse absurdo em esconder muitas coisas de nosso povo.

E olha que o Art. 25, inciso V, da Lei Orgânica Municipal preconiza que a Câmara deve realizar no mínimo três sessões por mês e, se não estou enganado, este mês de setembro apenas duas foram realizadas. Uma delas não durou mais que 30 minutos. Absurdo! Será que as discussões sobre as políticas públicas de Tutóia, um município com 52 mil habitantes, são tão poucas assim? E, mais, no Inciso XVI do mesmo Artigo, esclarece que compete aos vereadores “fiscalizar e controlar diretamente os atos do Poder Executivo”. Se isso ocorre em Tutóia, estamos cegos e surdos.

Eu, mesmo, já solicitei o Plano e o atual presidente da Casa, Jamilson Baquil, e o Vereador Airton que presidiu a comissão de redação da Lei, me negaram. O Sindicato dos Servidores solicitou e também lhe foi negado. Ora, as Leis que são aprovadas não são pra serem divulgadas? Por que escondê-las, será que há algo de ilícito nessas Leis? Ou os Vereadores as fazem pra eles e não pro povo?

E o que é pior, é que colegas nossos [professores], estão sendo assediados por alguns vereadores pra candidatarem-se à presidência do Sindicato afirmando que dão total apoio [que apoio será esse, compra de votos?]. E pra que um vereador quer o Sindicato pra transformar em curral eleitoral? Absurdo, vergonha, imoralidade!!!

É, caros amigos leitores, penso que está na hora de pensarmos em mudar esses vereadores na próxima eleição e cobrar de quem for eleito. 2012, tá chegando, as mentiras vêm junto e um monte de santinhos que só querem o bem de Tutóia, também. Cuidado!!!!

E pra encerrar quero utilizar um trecho de uma música de Bob Dylan: Blowin’ in the Wind, composta em 1962, quando este jovem roqueiro lamentava a Guerra do Vietnã, que nos é conexo relacionar: “quantos ouvidos precisará um homem [vereador] ter até que ele possa ouvir o povo chorar?/ e quantas vezes pode um homem virar a sua cabeça e fingir que simplesmente não vê?”

A próxima matéria é sobre a Saúde [patrocinadora de eventos]. É pra rir ou chorar?

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

PROFESSORES VERSUS VEREADORES. Por Neto Pimentel


DOMINGO, 18 DE SETEMBRO DE 2011


Deu no Site Tutoiama. 

Desde os tempos de Cristo, a figura do professor está presente no meio social, onde o mesmo fazia o papel de mestre no mais elevado grau de perfeição, suas aulas eram preparadas para a vida, no livro de Mateus 28: 19, 20 deixou eternizado suas palavras, dizendo “ide e ensinai a todos”. Contextualizando com a realidade dos atuais professores, vemos o quanto muitos tentam guerreiramente seguir esses ensinamentos no cotidiano com seus alunos, indo para a sala de aula no intuito de ensinar a todos, enfrentando diversos empecilhos, entre estes o descaso do poder legislativo no que tange as questões salariais e plano de cargos e carreiras.

No sábado, 17 de setembro de 2011, na sessão da câmara dos vereadores do município de Tutóia, um grupo de professores se fez presente para simplesmente pedir uma cópia do projeto sobre o estatuto que trata do funcionalismo público e plano de cargos e carreira do professor. Na ocasião, os vereadores presentes não atenderam a solicitação desses profissionais, um disse que não sabia sobre esse projeto, mas seu colega logo tratou de tirar sua dúvida, lembrando-lhe que tal projeto teria sido votado na sessão ocorrida na ilha Grande dos Paulinos, localidade com acesso exclusivo por via marítima, e com dificuldade de traslado devido a falta de embarcações. Imaginemos como pode uma casa, que usa como slogan a frase “casa do povo”, votar um projeto de total interesse de uma classe e covardemente concluírem uma votação sem ao menos cumprirem com a formalidade de convidar um representante do sindicato dos professores e servidores públicos para participarem, se esse projeto realmente foi votado, pode-se dizer que é um tanto quanto ilegal.

Aqueles que deveriam defender, fiscalizar, legislar e atender as necessidades e solicitações de quem os elegeu, demonstram o contrário, evidente que alguns deles ficam neutros, mas quem cala consente e é passivo a situação. Refletindo sobre esse descaso, as vezes torna-se algo cômico, vejamos: o professor teve assegurado um piso salarial nacional de R$ 1.187 ( já com reajuste) através da lei11.738/08, para trabalhar 40 horas semanais, com planejamento e várias atribuições inseridas pelo próprio governo as suas responsabilidades; os vereadores, até onde consegui informações, tem um salário de “3. 800 reais” ( mais verba extra para assessores), para se encontrarem uma vez por semana, no sábado pela manhã, isso quando dá quórum, somente para se encontrarem, pois trabalho em favor do bem coletivo de todos os tutoienses, não se vê, e quando aprovam projetos, como no caso dos professores, é escondido de quem mais interessa, e quando estes tão sofridos e perseguidos trabalhadores se deslocam até a já mencionada “Casa do povo”, são vistos como baderneiros, tendo que chamarem até a guarda municipal, em outro caso que aconteceu há mais de um ano, até a polícia.

O que mais revolta qualquer cidadão, é vê o quanto os esforços de tantos profissionais na busca por aperfeiçoamento são colocados em prova e banalizados por birra. São tantas etapas que devem ser galgadas para alcançar melhorias, tempo gasto com preparações, tudo visando desenvolver uma prática educacional melhor fundamentada, onde o processo de ensino aprendizagem ocorra de maneira que leve progresso a educação da cidade. Todo esforço é encarado de modo fútil por nossos representantes, sem preocupação com uma educação de qualidade, até porque a cegueira causada pelo capital perverso, e o status prazeroso de feudo, não os deixam mais perceber que só acontecerá um verdadeiro progresso da cidade, quando primeiro houver um progresso humano, e dificilmente isso acontecerá sem a participação maciça dos profissionais da educação.

Em Tutóia, ao que tudo indica, vai chegar o dia que vamos retroceder e ter que pintar a cara e sair nas ruas reivindicando nossos direitos. Agora é muito estranho, o motivo de enrolarem demasiadamente e negarem uma simples cópia de um projeto votado as escuras, onde o maior interessado e néctar do texto aprovado não pode ter direito de saber do andamento da carta que irá reger sua profissão, quem está certo os professores ou os vereadores? É no mínimo um caso de encabular. Engraçado que um “nobre” vereador com a “bagagem” que tem, achou-se no direito de exclamar: “Os professores não sabem o que querem!”, esse foi muito infeliz na sua indagação, pois se os professores não sabem o que querem, quem vai saber?  Tenho plena certeza que a equipe composta por noves efervescentes legisladores, unidos e unânimes nas suas votações, não vão saber e nem mostram interesse em pelo menos defender as causas tão justas dos professores. É mais fácil um camelo passar pelo orifício de uma agulha!

Engraçado, um dos noves vereadores que tem um sonho utópico de um dia ser prefeito, olhou para uma professora que se fazia presente na sessão e perguntou-lhe: “até você está nessa?” e a professora olhou-lhe e respondeu: “estou atrás dos meus direitos.” Isso devido a mesma ser parente de uma funcionária do alto escalão do governo. Apesar de ser triste, a vontade de rir é grande, só não é maior do que a ignorância de quem fala e pensa arcaicamente. Aos caros amigos professores que estão de frente nessa luta, deixo a frase do grande defensor da educação Darcy Ribeiro “ Na soma de minhas batalhas somei mais derrotas do que vitórias, mas horrível seria, se tivesse ficado do lado dos que venceram essas batalhas.”Da mesma forma como iniciei esse texto com uma frase bíblica, finalizo com outra e deixo como demonstração de minha consideração com o próximo, mesmo quando estes agem de forma errônea. Utilizo a frase universal falada por Jesus a beira da morte, do livro de Lucas 23: 34 “ Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que estão fazendo.”

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

ENTIDADES REÚNEM-SE PARA CRIAR FÓRUM DE ATIVIDADES CIVIS EM TUTÓIA

Na manhã de ontem, quarta feira (14), estiveram reunidos na AABB de Tutóia, vários lideres e membros de Associações de Moradores, Lavradores e Pescadores, Sindicatos (Rural, SINTRAF, Arrumadores), Igrejas Evangélicas e Católica, CDH e Comunidades Religiosas de vários povoados de Tutóia e Paulino Neves.
A coordenação do encontro, composta pelos padres Fabio e Izac, Zé Maria de Araioses, Floriano do STTR-Tutóia, Raimundo do SINTRAF, Carmem e Doriane do CDH (Centro de Direitos Humanos) [veja foto da esquerda pra direita], destacou que objetivo desse encontro está na criação do Fórum da Sociedade Civil de Tutóia já discutido há algum tempo e ganhou força com a marcha pela Paz e pela Vida no Trânsito realizada em 18 de julho de 2011 em Tutóia. O Fórum visa, principalmente, fazer apelos pela implementação de políticas públicas no município.

Discursando Zé Maria

Entre os presentes estavam Zé Maria que preside o Fórum em Defesa da Vida do Baixo Parnaíba, onde destacou a atuação desse Fórum e de Assessoria e incentivo de criação de Fóruns Municipais. E também, Ricart Santos de São Luis, palestrante convidado pra esclarecer sobre Políticas Públicas, que também é assessor da Cáritas [entidade ligada à Igreja Católica]. No seu discurso fez uma abordagem geral sobre o uso da terra no Brasil e dos conflitos decorrentes. Além, de frisar especificamente da aplicabilidade e como implementar a política pública no município.

Ricart (foto a esquerda), abordou ainda que os grandes empreendimentos, e aí destacou os que estão sendo implantados no Maranhão, não representam aplicação de política pública, mas de agravo ao meio ambiente e de malefício social, pois os grandes empreendimentos não geram bons empregos para população pobre das comunidades e degradam muitos dos nossos recursos naturais, citando o caso da cultura de soja que avança no nosso estado.

Resultado: ficou criada uma coordenação para preparar uma carta princípio a ser divulgada até dia 26 deste, onde deve daí criar-se um regimento interno para o Fórum e dizer da atuação pautada na união dos vários seguimentos da sociedade civil para discutir políticas publicas municipais junto ao poder público.

Participantes

Participantes

Marcia e Janaina - Credenciamento de Pessoal

terça-feira, 13 de setembro de 2011

COMUNIDADE ESCOLAR E SOCIEDADE TUTOIENSE FAZEM DO 2º EXPOIEMA A MAIOR EXPOSIÇÃO DE TRABALHOS ESCOLARES DE 2011

O Instituto Educacional Maria Madalena, realizou e mobilizou muitas escolas da sede, além de empresários e sociedade civil tutoiense para a exposição de trabalhos em uma feira de Ciências, intitulada 2º EXPOIEMA, que teve como destaque a própria disciplina de Ciências, mas com a interdisciplinaridade, na manhã desta segunda feira (12).


Nos muitos trabalhos apresentados, destacamos os de: células tronco, índice pluviométrico de Tutóia, as 10 maiores invenções da humanidade, como fabricar iogurte caseiro e palestras apresentadas por alunos do 6º e 7º anos entre muitos outros.

A exposição envolveu todas as turmas da escola (de 1º ao 7º ano) e nas apresentações, muitos alunos obtiveram destaque e receberam o elogio do público visitante. Surpresa e confirmação, para quem visitou o evento, de um ensino de qualidade que essa escola vem desenvolvendo em Tutóia.

Outro fator, relevante é que muitos alunos de outras escolas da sede e alunos de uma das escolas da rede estadual (Ensino Médio) na visitação realizaram um trabalho de observação como aula de campo, orientados pela Professora Gabrielle Ramos.

Na opinião de alguns colegas professores que este blog conversou a afirmação é não terem percebido falhas ou menor capacidade de apresentação dos alunos, mas sucesso e superação, e também, muito e árduo empenho do corpo docente.

Para a direção do Instituto, ao que se percebeu, mérito, conquista e ascensão na rede privada de ensino em Tutóia. Para muitos pais, orgulho dos seus pequenos cientistas.

E, no mais, as fotos falam por si...

Dione e Guilherme

Lanna e Hevila

Millena

João Vitor e Robert Victor (Pluviometro)

Chrisana e Mayra (as 10 maiores invenções)

Insetos


                                           

                                                SEMANA DA PÁTRIA: TUTÓIA A PAULINO NEVES

Desculpem-me pelo atraso, quero mais tornar públicas as fotos que fazer comentários. Que fique ao critério de vocês queridos leitores.

Em Paulino Neves, as três escolas quês desfilaram: Manuel da Penha, Rio Novo dos Lençóis e João Crisóstomo levaram pras ruas vários temas.

Merece destaque a escola João Crisóstomo, pelo tema Valores e ter desfilado com uma das mais bonitas baliza. Uma garota caracterizada na Mitologia Grega representando a Justiça.

Baliza João Crisóstomo Ellen Samara




A escola Rio Novo dos Lençóis, trouxe como destaque o Estado do Maranhão nas roupas da baliza e trabalhou o tema Brasil-África. Ressaltando a nossa afro-descendência.

Baliza Rio Novo - Úrsula



Em Tutóia Velha, um dos primeiros povoados do município. E, que também, tem uma das mais antigas escolas de Tutóia, a Unidade Integrada Clementino Ramos. E o próprio Clementino Ramos foi um dos primeiros intendentes de Tutóia.

A escola realizou na semana da pátria uma gincana, que ao meu ver, é mais interessante que desfilar, quando os alunos não sabem o significado do tema que muitas escolas apresentam. Como mostram as fotos, os meninos se divertiram e puderam puxar por seus conhecimentos nas provas de conhecimentos gerais.

Equipe amarela
equipe azul

equipe verde

equipe branca

garotas que desfilaram na gincana
da esquerda pra direita (Soraia, Thais, Evlleen e Clarisse


equipe amarela campeã

Evlleen, destaque da equipe amarela


E aqui em Tutóia (sede) não percebi muita empolgação no desfile [digo, comentários empolgantes, pois não pude assisti-lo]. Por que será que as coisas aqui estão andando, senão devagar, com muita falta de empenho?

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

TUTÓIA! UMA CIDADE SEM ÁGUA.

Há algum tempo a população tutoiense vem sofrendo a falta de água para suprir uma necessidade básica: beber.



A falta de água em Tutóia já foi noticiada e reclamada por muitos. Nenhuma medida foi tomada.


Não se pode dizer que o problema se deve a falta de recursos, pois o governo disponibilizou 5 milhões para o abastecimento em Tutóia. Desses 5, pelo menos já foram aplicados e como resultado nenhuma caixa ou outra parte da obra concluída, de fato, apenas, 1 caixa em fase de conclusão. E outra por concluir e a estação onde deve ser coletada e tratada, ainda faltando muito pra sua conclusão.


Há anos a CAEMA, deixou de cobrar e também de disponibilizar água tratada em Tutóia. De lá pra cá, já são 3 governos, e aproximadamente, 11 anos, sem água.


A população de nossa cidade abastece-se de poços feitos nos quintais de casa, onde a água que sai não é qualidade, pois visualmente se percebe uma coloração amarelada e de gosto ruim. O que leva a quase todas as residências, em Tutóia, que possui poço utilizar apenas pra lavar e tomar banho.


A água de beber é coletada em natura de poços do Bairro Comum sem nenhuma espécie de tratamento, a 4 km da sede e vendidos a 2 reais em garrafões de porta em porta por muitas pessoas como mostram as imagens de motos e caminhonetes que fazem, em média, quatro viagens diárias distribuindo 100 garrafões todo dia cada um dos transportes que realizam o serviço.


Não deixa de ser um ganho extra para essas pessoas, mas também um absurdo pro município.


Na comunidade Comum, eram dois poços que abasteciam de maneira precária a comunidade, pois a água que chega às torneiras das residências não atende as necessidades de todos. Digo e afirmo pois sou morador da comunidade.


Eram dois, porque anteontem (29) um desses poços parou de funcionar. A estrutura que sustentava a caixa cedeu e desabou e por pouco não causou uma tragédia matando uma das crianças que reside próximo do poço ali no Bairro União, a aproximadamente 1 km do centro do Comum.


E por que a caixa caiu? Talvez porque a obra seja de má qualidade. Ou porque a estrutura feita sustentava uma caixa de 10000 litros e recentemente tinha sido substituída por uma de 15000. O que custava reforçar a estrutura, não é mesmo?

E tem mais um problema a empresa que construiu esse poço há mais ou menos 5 anos é a mesma que acabou de construir uma no Povoado lagoa Grande, onde houve comemoração no sábado passado na inauguração com presença de personalidades do executivo e legislativo municipal.

Senhores de Lagoa Grande e de qualquer outro povoado. Cuidado!!!!!!!

As caixas estão caindo!!!!!!!!!





quinta-feira, 1 de setembro de 2011

FEIRA DE LITERATURA E LÍNGUA PORTUGUESA LANÇA O MINI DICIONÁRIO TUTOIÊS

Nesta última terça feira a Escola Estadual Casemiro de Abreu promoveu uma feira de Literatura e Língua Portuguesa organizada pelas professoras Lourdes, Valéria, Gracinha e Gabrielle Ramos.


Como se pode observar nas fotos várias obras e períodos literários brasileiros foram trabalhados com os alunos do Ensino Médio da escola e exposta nessa feira.

Segundo a professora Gabrielle o evento, que contou com uma significante visitação, foi custeado e montado pelos próprios alunos com coordenação das professoras citadas. E o projeto faz parte da grade escolar e objetiva o incentivo da leitura.

Professora Gabrielle Ramos Autora do Tutoiês
Já a exposição e lançamento do Mini Dicionário “O Tutoiês” surgiu da observação de expressões utilizadas pelos próprios alunos em sala como, por exemplo, “cheguei ‘indagorinha’ da casa da tia”. A expressão “indagorinha” significa agora pouco, ou, faz pouco tempo, mas comumente utilizada em Tutóia.











A professora Gabrielle acrescentou ainda, em um bate papo com esse blog, que o livreto lançado a estimulou a escrever um livro com o mesmo título, mas com artigos explicando sobre essa variação linguística de Tutóia que tem fundamento em um projeto de um professor da UFMA, que trata dessa variação no Maranhão.

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Tutoiense nato, professor de Geografia da rede municipal e particular de ensino em Tutóia e Paulino Neves, Licenciado em Geografia pela UESPI e Pós Graduado em Educação Ambiental pelo IESF, Pós Graduado em Gestão Pública Municipal, UEMA, 2016. Este blog é um blog de reportagens de acontecimentos e também de publicação de imagens (fotos). Sou um apaixonado por fotos. Nascido em 1980. Fui presidente de Associação de Moradores do povoado Bezerro (Tutóia-MA). Atualmente estou presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Tutóia, Paulino Neves e Santana do MA. Milito em ações sociais nesses municípios.